Vivemos numa sociedade doente em todos os níveis: espiritual, mental, emocional e físico – nessa ordem.

Isso é um fato que não tem como ser contestado.

Todos vivemos nessa sociedade e sua cura é o nosso desafio.

 

E o desafio começa ao assumirmos, cada um de nós, a responsabilidade por termos chegado a este ponto.

 

É muito fácil e cômodo (e infantil) apontar o dedo para os outros – políticos, banqueiros, grandes corporações, etc. –, só que, ao tomar essa atitude, nos colocamos no papel da vítima e nos declaramos incapazes de transformar essa realidade comum a todos.

 

Isso é o que temos feito ao longo da história – sem que nenhuma mudança tenha ocorrido –  e o resultado é o que estamos vendo e sentindo como consequência em nossas vidas.

 

A boa notícia é que NÃO EXISTEM VÍTIMAS, a não ser de nós mesmos, seja por ação ou omissão.

 

Resumindo: A SOCIEDADE ESTÁ DOENTE PORQUE CADA UM DE NÓS, INDIVIDUALMENTE, ESTÁ DOENTE.

 

E qual a causa dessa doença?

 

Basicamente, a ignorância de nossa origem enquanto seres humanos.

A grande maioria de nós continua ignorando que somos seres espirituais tendo uma experiência na matéria.

 

Nos dizemos espiritualistas sem que nossos pensamentos e atitudes correspondam a essa suposta realidade.

 

Esbravejamos contra O Sistema, mas no dia-a-dia o apoiamos inconscientemente ao engolir todas as pílulas que nos recomendam através dos meios de comunicação.

 

Cuidamos de nossos bens materiais – e queremos mais –, mas ignoramos ou, na melhor das hipóteses, relegamos a um plano secundário A Fonte que nos permite existir neste mecanismo corpo-mente e usufruir desses bens.

 

Em momento algum questionamos o que nos é imposto pelas supostas autoridades e suas causas e efeitos. 

Ignoramos que temos um imenso Poder Pessoal e por isso não fazemos uso dele. 

 

Não investigamos e pesquisamos nossas origens e não temos a menor ideia de quem somos, de onde viemos e o que estamos fazendo aqui neste belíssimo planeta que insistimos em destruir.

 

Vivemos como robôs, automatizados, programados, que cumprem regras, leis, dogmas e doutrinas, com a mente lotada de condicionamentos que nos limitam e nos tornam menores do que realmente somos.

 

A outra boa notícia é que esse quadro pode ser revertido.

 

Se vai ser fácil e rápido, como quer nossa mente imediatista, depende do compromisso que cada um assuma consigo mesmo.

 

O meu compromisso, aqui, é compartilhar técnicas e métodos de cura que aprendi e apliquei em mim mesmo, tendo, portanto, autoridade adquirida através das próprias experiências, onde meu corpo e minha mente foram os laboratórios durante quase 40 anos trabalhando na área da terapia holística – que prevejo como a medicina do futuro.

 

Dentre todas as abordagens de cura, a meditação é, disparada, a mais eficiente e completa.

 

Sua grande vantagem sobre as outras é que ela começa a limpeza/desintoxicação a partir dos corpos mais sutis, no espírito/alma/energia e chega até o físico depois de passar pelo mental e emocional.